Área Restrita

Bem-vindo(a), .

Dados Pessoais

SOLICITAR MODIFICAÇÃO

Alterar Senha

Frequência

Os dados de sua frequência não constam no sistema. Entre em contato com a secretaria para solicitar a inclusão dos mesmos.

Manual do Aluno
versão PDFCurso Básicotécnicas exigidaslemas do aikidopontos a observarnormas de condutauso do hakamanormas administrativas
1. Mantenha seus dados cadastrais junto à secretaria sempre atualizados, principalmente o endereço de e-mail e telefones, pois é através deles que realizamos a maior parte das comunicações.

2. A contribuição mensal deverá ser paga a partir do primeiro dia do mês, e no mais tardar, até o dia 10. Caso este prazo seja extrapolado, o aluno pagará multa de R$ 10,00. Nenhuma desculpa será aceita em tal sentido.

3. As contribuições mensais devem ser feitas todos os meses do ano, mesmo os meses em que o aluno não treine ou tenha pouca frequência (como a época de férias escolares), pois o dojo possui despesas fixas e tem por necessidade quitá-las para que possamos continuar com o nosso trabalho.

4. Contribuições e entrega de valores só serão aceitos mediante a apresentação do livro do aluno, para o respectivo registro. Favor não insistir no contrário. Os valores deverão sempre ser colocados em envelope (disponível na secretaria), que devem levar: nome do aluno, descrição da contribuição e valor contido no mesmo.

5. O carimbo “pago”, na parte de Contribuições do livro do aluno, é a palavra final sobre se uma contribuição mensal ou valor foi realmente pago, ou não. Nenhuma desculpa será aceita em tal sentido.

6. O aluno que perder ou tiver seu livro danificado, deverá solicitar uma segunda via na secretaria, com um custo de R$ 15,00.

7. Nos casos citados no item 6, a comprovação das contribuições mensais pagas será dada pela secretaria mediante conferência em sistema interno.

8. O aluno que precisar se afastar por um período de tempo indeterminado, deve pedir o trancamento de sua matrícula com a finalidade de interromper o ônus das contribuições, sendo também uma forma de justificar sua falta durante o período. Caso não o faça, sua matrícula será automaticamente trancada após um mês de ausência, e o mesmo ficará pendente de quitação.
Obs.: Aqueles que tem consciência de que o dojo é mantido pelas contribuições de todos, e que desejarem e tiverem condições de continuar fazendo a contribuição mensal, caso seu afastamento não seja total ou por período de tempo muito grande, assim poderão fazê-lo. Isto é uma questão de consciência, e vai de cada pessoa.
9. Todos os alunos devem assinar o livro de frequência no momento em que entrarem no dojo, e não na saída.

10. Ao completar quatro meses, ou quando da participação em eventos do Brazil Aikikai, os alunos deverão adquirir o escudo do Brazil Aikikai e do Naikan Dojo para serem utilizados em seu keikogi.

11. Alunos com bolsa devem ter frequência mínima de 70% das aulas durante o mês, salvo interrupção previamente comunicada na secretaria (as interrupções não poderão somar mais de 30 dias por ano) ou motivo relevante. Caso contrário, terão de realizar o pagamento da contribuição integral referente ao mês em questão. Caso não realizem a contribuição, independentemente do motivo, ficarão suspensos pelo mês seguinte. A reincidência no descumprimento da frequência mínima pela terceira vez em um mesmo ano sujeitará o aluno à perda da bolsa permanentemente.

12. O desconto família, aplicável aos conjuges, irmãos, pais/filhos, avôs/netos, etc., tem as seguintes gradações: 15% para duas pessoas, 20% para três pessoas, e 25% para quatro pessoas ou mais. O desconto só é válido enquanto os familiares estiverem com suas matrículas ativas e adimplentes.

13. A cada ano ocorrerá um reajuste nas contribuições mensais, sendo eles baseados nos índices IPCA e IGPM. O valor de cada mudança anual será anunciada em dezembro do ano anterior.

14. O valor do exame de faixa é de R$ 70,00, visando apenas cobrir as despesas com o certificado emitido pela Confederação e com a faixa que o aluno receberá.

15. O acesso à área restrita do nosso site e aos grupos de comunicação (Facebook e Telegram) do Dojo é exclusivo para alunos com matrícula ativa.

A contribuição mensal, como o próprio nome já diz, é uma CONTRIBUIÇÃO, e tem exatamente este caráter. Sempre se pode contribuir com mais, ou com menos, conforme as condições de cada um em um dado momento. Estipulamos um valor fixo mínimo para que as coisas possam ser viáveis, considerando o número de alunos e a situação financeira atual do dojo.

Em caso de dúvidas, não exite entrar em contato com a secretaria.
O Hakama sempre fez parte da indumentária dos Samurai. O Aikido, como arte tradicional, sempre utilizou o Hakama como peça obrigatória no vestuário do praticante, e o O-Sensei proibia veementemente a entrada de qualquer aluno em seu dojo que não o estivesse utilizando. Somente após a 2ª Guerra Mundial, quando muitos alunos apresentaram dificuldades financeiras em decorrência do estado que o Japão atravessava, somando-se à alta dos tecidos em geral, é que um aluno antigo sugeriu ao Nidai Doshu, Kisshomaru Ueshiba, que eles desobrigassem os alunos novos do uso do Hakama, distinguindo assim os praticantes antigos (yudansha) dos novatos pelo uso da peça. Até hoje essa tradição se mantém, e o Hombu Dojo solicita às instituições associadas que sigam essa regra.

No Brazil Aikikai, o presidente (Wagner Bull Shihan) recomenda que os dojo associados sigam a regra, embora cada dojo-cho tenha autonomia para estabelecer suas próprias regras no âmbito de seu dojo. Todavia, uma das regras da Confederação diz que praticantes que não sejam yudansha (faixa-preta) que estejam utilizando Hakama não poderão ser examinados para mudança de graduação.

Considerando estes pontos e o fato de que torna mais fácil aos instrutores observar os erros de base e quedas dos iniciantes o não-uso do Hakama, nós estabelecemos em nosso dojo a permissão para uso do Hakama para mulheres a partir da faixa verde (3º Kyu) e para homens a partir da faixa azul (2º Kyu). O uso é restrito às aulas no dojo, sendo proibido durante eventos da Confederação (incluídos aí os Encontros Técnicos e Seminários organizados no próprio dojo) e exames de faixa.
1. É responsabilidade de todos manter as regras tradicionais de conduta no dojo. Este espírito vem do Fundador e deve ser respeitado, honrado e mantido.

2. É responsabilidade de todos criar uma atmosfera positiva de harmonia e respeito.

3. O Dojo não deve ser utilizado para outro fim a que se destina, salvo expressa ordem do Sensei.

4. A limpeza é uma oração de agradecimento. É dever de todos executar a limpeza física e do coração de todos.

5. É decisão do Sensei quando ele deve ensinar alguma técnica. Não se pode comprar técnicas. A mensalidade é uma pequena parcela para ajudar a pagar as despesas para o local de treinamento, e é uma forma muito pequena de demonstrar a gratidão do aluno ao professor por seus ensinamentos.

6. Respeitar, respeitar, respeitar, é um pensamento contínuo no dojo.

7. É um dever moral de todos usar as técnicas para fins pacíficos, visando sempre construir.

8. Não deve haver conflitos de ego no Tatami. Aikido não é um ringue de competição de vaidade.

9. A insolência jamais será tolerada. Devemos ter consciência de nossas limitações.

10. Cada pessoa tem condições e razões diferentes para treinar. Devemos respeitar suas expectativas.

11. Jamais se deve contra argumentar com o professor.

12. Jamais deixe de fazer a reverência ao Kamiza ao entrar e sair do dojo.

13. Respeite seu uniforme de treinamento. Ele deve estar sempre em boas condições de uso e aparência.

14. O Dojo não é uma praia; sente-se sempre em Seiza ou em Agura (pernas cruzadas), no caso de ter problemas no joelho.

15. Quando o Sensei demonstra uma técnica, fique sempre em Seiza. Após, faça uma reverência e comece imediatamente a praticar.
16. Quando o final de uma técnica é assinalada, cumprimente o parceiro e vá imediatamente para seu lugar de início da aula.

17. Se for absolutamente necessário perguntar algo ao Sensei, vá até ele, não o chame para si.

18. Respeite os alunos mais experimentados. Jamais discuta se as técnicas estão erradas ou não.

19. Se você não é Yudansha (faixa preta), não corrija ninguém.

20. Não converse em cima do Tatami. Aikido é experiência.

21. Não se deve conversar em alto timbre em qualquer das dependências do Dojo, e se for necessário conversar, fazê-lo sussurrando.

22. É responsabilidade de todos manter o Dojo limpo, de preferência deve ser varrido diariamente.

23. Não se deve usar jóias e nem mascar coisas no Tatami. Além do corpo, somente se usa o uniforme.

24. Manter a pontualidade nos horários dos treinos, evitando transformar em vício os atrasos.

25. Sempre que possível deve-se estar no Tatami cinco minutos antes do início da aula.

26. Não se deve pisar com os pés descalços fora do Tatami durante o período da aula. Sempre que for necessário sair do Tatami, deve-se utilizar sandálias.

27. É dever de todos encher os vasos de água e lavar os copos utilizados.

28. Deve ser considerada obrigatória a participação nos encontros técnicos e seminários promovidos no Dojo, pois os mesmos são a oportunidade de termos contato com professores e mestres qualificados e, além disso, perfazem a maneira mais digna que temos de demonstrar nosso agradecimento ao Sensei por seus esforços para conosco.  

“Aikido não é religião, mas a educação e o refinamento do espírito. Você não será convidado a aderir a nenhuma doutrina religiosa, mas somente a manter a mente aberta. Quando se inclina em uma reverência, isto não é um procedimento religioso, mas sim um sinal de respeito ao mesmo espírito de inteligência criativa universal que está em todos nós.”
• O Aikido pode decidir a vida e a morte em apenas um golpe, assim, o iniciante deve seguir cuidadosamente os ensinamentos dos instrutores, e não ficar se preocupando em descobrir se são mais fortes que ele.

• Aikido é uma prática que ensina como se relacionar com vários inimigos. Os estudantes devem treinar com o espírito alerta não somente para o que está à frente, mas também para o que está atrás e aos lados.

• O treinamento deve sempre ser conduzido dentro de uma atmosfera agradável e amigável.

• O instrutor ensina ao aprendiz apenas um aspecto da arte. As aplicações variadas e versáteis do Aikido devem ser descobertas por cada estudante individualmente através de ininterrupta prática e treinamento dedicado.

• Na prática atual comece primeiramente movendo seu corpo e depois procure as técnicas mais complexas. Nunca force nada, seja sempre natural. Se esta regra for seguida, mesmo pessoas de idade avançada não se contundirão treinando, e poderão praticar dentro de uma atmosfera alegre e agradável.

• O objetivo do Aikido é o de treinar o corpo e a mente, e também o de produzir pessoas gentis e sinceras. Desde que as técnicas devam ser transmitidas de pessoas diretamente para pessoas, não devem ser ensinadas indiscriminadamente, mas somente àquelas pessoas de bons propósitos e de espírito fraterno, ou que indubitavelmente tenham este potencial.

Morihei Ueshiba
1. Manter a disciplina.
2. Não se enervar.
3. Não se entristecer.
4. Não possuir sentimento hostil.
5. Ser compreensivo e tolerante.
6. Ser tranquilo.
7. Ser pacífico.
8. Manter a ética.
9. Fazer amizade com todos.
10. Respeitar a Deus e as pessoas.
11. Ser humilde.
12. Ser justo e honesto.
13. Conscientizar-se de que o Aikido é um dos caminhos que levam a Deus.
14. Conscientizar-se de que a prática do Aikido tem por princípio o autoconhecimento.

Massanao Ueno
Faixa Laranja - 6º Kyu

Ai Hanmi Katatedori Ikkyo (Omote e Ura)
Ai Hanmi Katatedori Irimi-nage (Omote e Ura)
Ai Hanmi Katatedori Kote-gaeshi (Omote e Ura)
Ryotedori Tenchi-nage
Morotedori Kokyu-ho (Omote e Ura)
Morotedori Kokyu-nage

Faixa Amarela - 5º Kyu
Mínimo de 40 dias de prática

Para ser 5º kyu é necessário saber cair bem, ter um bom Kamae e girar bem o corpo dentro dos movimentos do Aikido (Tai Sabaki).

Shomen-uchi Ikkyo (Omote e Ura)
Shomen-uchi Irimi-nage (Omote e Ura)
Katatedori Shiho-nage (Omote e Ura)
Ryotedori Tenchi-nage
Tsuki Kote-gaeshi (Omote e Ura)
Ushiro Ryotedori Kote-gaeshi (Omote e Ura)
Morotedori Kokyu-ho (Omote e Ura)

Faixa Roxa - 4º Kyu
Mínimo de 50 dias de prática

Para ser 4º kyu é necessário demonstrar que tem uma noção básica de defesa pessoal, de Maai e firmeza ao executar as técnicas.

Shomen-uchi Nikyo (Omote e Ura)
Yokomen-uchi Shiho-nage (Omote e Ura)
Tsuki Irimi-nage (Omote e Ura)
Ushiro Ryotedori Sankyo (Omote e Ura)
Ushiro Ryotedori Kote-gaeshi (Omote e Ura)
Suwari Waza Shome-uchi Ikkyo (Omote e Ura)
Suwari Waza Katadori Nikyo (Omote e Ura)
Suwari Waza Katadori Sankyo (Omote e Ura)

Faixa Verde - 3º Kyu
Mínimo de 60 dias de prática

Para ser 3º kyu é necessário estar com seus movimentos bem seguros e fortes, estando o praticante pronto para começar a buscar a movimentação fluida do Aikido.

Yokomen-uchi Irimi-nage (Kiri-gaeshi e Kiri-oroshi)
Tsuki Kaiten-nage (Omote e Ura)
Ushiro Ryokatadori Sankyo (Omote e Ura)
Morotedori Irimi-nage (duas formas)
Shomen-uchi Sankyo (Omote e Ura)
Suwari Waza Shomen-uchi Irimi-nage (Omote e Ura)
Suwari Waza Shomen-uchi Sankyo (Omote e Ura)
Hanmi-Handachi Katatedori Shiho-nage (Omote e Ura)
Hanmi-Handachi Katatedori Kaiten-nage (Omote e Ura)

Faixa Azul - 2º Kyu
Mínimo de 70 dias de prática

Para ser 2º kyu é necessário demonstrar fluidez nos movimentos, saindo do padrão geométrico, devendo demonstrar “Ki no Nagare”.

Shomen-uchi Shiho-nage (Omote e Ura)
Shomen-uchi Kaiten-nage (Omote e Ura)
Yokomen-uchi Gokyo (Omote e Ura)
Ushiro Ryotedori Shiho-nage (Omote e Ura)
Ushiro Ryotedori Jiyuji-nage
Ushiro Kubi-shime Koshi-nage
Morotedori Nikyo (Omote e Ura)
Hanmi-Handachi Shomen-uchi Irimi-nage (Omote e Ura)
Yokomen-uchi Kote-gaeshi (Omote e Ura)
Katatedori Nikyo (Omote e Ura)
Jiyu Waza contra 2 pessoas
Faixa Marrom - 1º Kyu
Mínimo de 80 dias de prática

Para ser 1º kyu é necessário demonstrar todas as qualidades do 5º ao 2º kyu de forma madura, bem como um bom Zanshin.

Katadori Men-uchi: 5 técnicas
Yokomen-uchi: 5 técnicas
Morotedori: 5 técnicas
Shomen-uchi: 5 técnicas
Koshi-nage: 5 técnicas
Tantodori: 5 técnicas
Hanmi-Handachi (Ushiro Waza): 5 técnicas
Jiyu Waza contra 3 pessoas

Shodan - 1º Dan
Mínimo de 100 dias de prática (idade mínima 15 anos)

Para ser Shodan é necessário ter movimentação e execução técnicas firmes e demonstrar integração entre a mente, o corpo e as emoções, de forma a executar os movimentos fluidos, fortes e com tranquilidade. Sho significa início, “o que começa”. O corpo começa enfim a responder aos comandos e a reproduzir as formas técnicas. Começa‐se a ter idéia do que é o Aikido. É necessário então esforçar‐se para praticar ou demonstrar, lentamente se necessário, mas unindo‐se a precisão e a exatidão.

Todas as técnicas para 1º Kyu
Tachidori
Jodori
Henka Waza
Jiyu Waza contra 4 pessoas

Nidan - 2º Dan
Mínimo de 200 dias de prática e 1 ano após Shodan

Para ser Nidan é necessário demonstrar capacidade de execução de movimentos fluidos, mas fortes, com bastante energia. Ao trabalho do 1º Dan acrescenta-se rapidez e potência ao mesmo tempo que se demonstra maior determinação mental.

Todas as técnicas para Shodan
Tachidori: 2 técnicas
Kaeshi Waza
Jiyu Waza contra 5 pessoas

Sandan - 3º Dan
Mínimo de 300 dias de prática e 2 anos após Nidan

Para ser Sandan é importante demonstrar movimentos fluidos, fortes, calma e segurança durante a execução, postura impecável, e se estar bem perto do máximo que poderá atingir tecnicamente. É o início da compreensão do Kokyu Ryoku. A entrada na dimensão espiritual do Aikido. A delicadeza, a precisão e a eficácia técnicas começam a manifestar-se. É então possível transmitir estas qualidades.

Técnicas em Hanmi-Handachi e outras a serem determinadas pelo examinador na ocasião.

Yondan - 4º Dan
Mínimo de 400 dias de prática e 2 anos após Sandan

Para ser Yondan, que é um nível tecnicamente avançado, é necessário prever os princípios que regem as técnicas. É possível conduzir mais precisamente os praticantes no caminho traçado pelo Fundador.

Técnicas a serem determinadas pelo examinador na ocasião.
Para Godan (5º Dan), Rokudan (6º Dan), Nanadan (7º Dan) e Hachidan (8º Dan) as promoções são feitas por recomendação, não havendo mais exames técnicos após Yondan.

Para ser Godan há que se ter o nível em que sua arte respeite os princípios e o espírito, começando a se separar da forma, se desprendendo do aspecto externo da técnica. Novas soluções técnicas aparecem em função das situações.

Para ser Rokudan a sua técnica tem que ser brilhante, e o movimento fluído e potente. Deve impor-se como uma evidência àquele que o olha. A potência e a disponibilidade físicas, bem como a pureza mental, unem-se sem ambiguidade no movimento, e exprimem-se também na vida diária.

Para ser Nanadan há que se ter o nível em que o Ser desembarace-se das suas ocultações, e apareça sob sua verdadeira natureza. Livre de qualquer fixação, prova a alegria de viver o “aqui e agora”.

Para ser Hachidan o praticante deve estar além da vida e da morte, e o seu espírito claro e aberto, capaz de unificar os contrários, e os inimigos começam a se transformarem em colaboradores. Sem inimigos, é vencedor eterno. Sem obstáculo, é livre em sua liberdade. A sua visão engloba e harmoniza a totalidade, mas mantém o espírito de principiante e continua a buscar a evolução.
Ao ingressar no Naikan Dojo, você começará pelo Curso Básico, que tem a duração aproximada de quatro meses. O conteúdo do Curso Básico é a parte mais elementar da arte, compreendendo as bases, esquivas, quedas e técnicas básicas.

O curso é dividido em três etapas, sendo que ao final de cada uma delas você será avaliado e receberá, caso aprovado, uma pequena listra preta, que deverá ser fixada na ponta do seu Obi (faixa). Quando adquirir a terceira listra, você começará o aprendizado do Kihon Waza (técnicas básicas) da faixa amarela (5º Kyu), e num período que varia de seis meses a um ano, dependendo apenas de sua evolução e amadurecimento, você poderá prestar seu primeiro exame promocional.

Não tenha pressa em querer aprender todas as técnicas de uma vez, mesmo que um outro companheiro de treino, que tenha entrado na mesma época que você, esteja progredindo mais rápido.

O Aikido deve ser aprendido gradativa e cumulativamente, e cada pessoa tem um tempo diferente para assimilar suas sutilezas e incorporá-lo, tanto no corpo quanto na emoção e na mente.

O mais importante no começo é aprender os rolamentos e a descontrair-se, desenvolvendo as posturas adequadas, visando alinhar o corpo e sentir seu centro (Seika no Iten) que é o ponto de onde devem emanar todas as energias que “farão” as técnicas. Depois você deve aprender a movimentar o corpo para frente e para trás, e a girar sem perder a estabilidade, bem como procurar aplicar sua força de forma descontraída e aprender a estender a energia oriunda do seu quadril, sempre com o centro de gravidade baixo.

CUIDADO! Depois de algum tempo você poderá achar que já aprendeu a cair e começar a exagerar na velocidade e na energia com que pratica a arte. Não cometa este erro. Somente depois de alguns anos de prática bem orientada, é que você realmente dominará as quedas únicas e especiais do Aikido.
1ª Listra

Tenkai Ashi
Goho Tenkan
Irimi Tenkan
Ayumi Ashi
Okuri Ashi
Tsugi Ashi
Suwari Waza Irimi Tenkan
Ushiro Ukemi

2ª Listra

Mae Kaiten Ukemi
Ushiro Kaiten Ukemi
Yoko Ukemi
Ushiro Otoshi Ukemi
Ushiro Kaiten Otoshi Ukemi
Ukemi Henka Waza (Mae Kaiten, Ushiro e Yoko)

3ª Listra

Ai Hanmi Katatedori Ikkyo (Omote e Ura)
Ai Hanmi Katatedori Irimi-nage (Omote e Ura)
Ai Hanmi Katatedori Kote-gaeshi (Omote e Ura)
Morotedori Kokyu-nage (somente Omote)
Lemas do Aikido
Vídeos
Nesta seção disponibilizamos os vídeos do Kihon Waza, dos Encontros Técnicos realizados no Dojo e os respectivos exames de faixa. Os vídeos são restritos aos membros do dojo, e não podem ser divulgados ou copiados por pessoas estranhas ao mesmo.
kihon waza

Fale com a secretaria

secretaria@naikandojo.com.br